domingo, 7 de setembro de 2008

Lixão a céu aberto

Como a maioria das cidades brasileiras, Juazeiro do Norte, Ce, também sofre pela falta de políticas públicas voltadas ao planejamento do destino dos seus resíduos sólidos.
O desenvolvimento de um blog educativo que trate desta problemática, permitirá a integração de alunos e professores na busca de estratégias que apontem a solução de situações-problema ocasionadas pelo lixão da cidade afetando os direitos humanos provocando impactos ambientais na relação do homem com o meio.
A partir da produção de 'slides eletrônicos' representando as 'Imagens da Minha Terra' desenvolvidos por aluno do Centro Educacional Prof. Moreira de Souza, durante a Semana do Meio Ambiente/2008, propomos uma discussão sobre o pensamento e as imagens representadas nas cenas vivenciadas no LIXÃO da nossa cidade.

Cenas do lixão de Juazeiro de Norte


"O Lixão, distante 4 Km do centro de Juazeiro do Norte, recebe os detritos sólidos da cidade indiscriminadamente. Lixo domiciliar, comercial, lixo das ruas, lixo hospitalar e do frigorífico industrial local. São aproximadamente duzentas toneladas diárias depositadas num lugar que está longe de obedecer a qualquer critério de preservação ambiental e de saúde pública."


"Hoje em dia, não se imagina lixão sem catador mas, em Juazeiro do Norte os catadores desafiam todos os cuidados necessários a saúde. Desprotegidos em sua maioria, andam descalços por cima do lixo pisando em tudo o que há pela frente, inclusive seringas com agulhas usadas em hospitais, farmácias e postos de saúde."
Para expressar suas idéias a cerca deste problema, comente.

4 comentários:

clebiaeducando disse...

É impressionante o que acontece nos lixões por estes lugares afora. Infelizmente é desse lugar que alguns catam lixo para sobreviverem atualmente, sem preocupar-se com o futuro. Parabéns pelas fotos tão reais e pelo tema que deve ser trabalhado com muita cautela.

Lucelia Mariano disse...

Clebia,
Fico muito feliz quando encontro educadores ambientais assim, decididos a refletir e também a trocar experiências e conselhos.
Abraço!

Rita Edevanira disse...

Essa história vem de longe. O problema é tão sério, tão urgente de soluções e que atinge não somente Juazeiro do Norte, mas muitas outras localidades.Me faz lembrar o poema de Manoel Bandeira.

O Bicho
Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio Catando comida nos detritos
Quando achava alguma coisa
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato,

o bicho, meu Deus, era um homem.

Nós, como educadores devemos gritar para o mundo a nossa preocupação. E você está fazendo a sua parte. Parabéns pela idéia de chamar a atenção sobre a questão do lixo em seu blog.

Antonia Correia disse...

Acho muito importante esta iniciativa de fazer blogger, relatando a situação, ambiental da cidade , creio que este é um dos primeiros passaos para que algo seja feita , e que a população venha a ter mais responsabilidade ambiental, social e moral....e as condições de vida daqueles que trabalham no lixo não refletam tais caracteristicas da nossa sociedade.
parabéns pelo trabalho.